Chupetas e problemas dentários

As chupetas fazem mal para os dentes?

Chupetas e problemas dentários

 Você tem um bebê que adora chupar chupeta? Você já se preocupou que a chupeta pudesse afetar os dentes do seu bebê? Nesse post você terá a informação para tirar todas as dúvidas sobre esse assunto.

 Existe algum benefício do uso de chupetas?

 A sucção é um reflexo natural dos bebês que os ajuda a se sentirem calmos e relaxados. Consequentemente, oferecer uma chupeta pode ser uma alternativa para acalmar um bebê agitado e reduzir a angústia dos pais. Destacamos abaixo alguns dos benefícios do uso da chupeta: 

–       Reduzir a dor de um lactente;

–       Acalmar o choro do bebê;

–       Distrair após um procedimento doloroso, como um exame de sangue ou injeções de vacina;

–       Ajudar o seu bebê a adormecer;

–       Facilitar a viagem de avião para os bebês.

Além desses benefícios, alguns estudos também sugerem que a chupeta usada antes de adormecer reduz o risco de síndrome da morte súbita infantil.

 Quais tipos de problemas dentários as chupetas podem causar

 Apesar de todos os seus benefícios, as chupetas apresentam desvantagens potenciais quando consideramos os problemas dentários. Mas, na maioria dos casos, quando surgem problemas orais, é porque a criança usa chupeta por muito tempo.

Mordidas desalinhadas

 Um dos riscos mais conhecidos do uso excessivo da chupeta é uma mordida desalinhada. Isso pode incluir a mordida cruzada, a mordida aberta ou outros tipos de más oclusões.

 Em particular, esses problemas dentários são mais comumente vistos quando crianças mais velhas ainda usam chupeta. O uso prolongado de chupeta pode forçar os dentes de uma criança a se moverem e pode até mesmo mudar a forma do céu da boca para acomodar a presença constante de um objeto estranho.

 Recessão gengival e cáries

Em alguns casos extremos, o uso de chupeta também tem sido associado à recessão gengival ou lesões de cárie.

No entanto, essas condições bucais também são consequência de os pais mergulharem as chupetas das crianças em substâncias doces. Isso expõe seus dentes e gengivas ao açúcar, que pode estimular o acúmulo de placa bacteriana e causar a formação de cáries.

Além disso, é importante salientar que a intensidade da sucção pode influenciar fortemente a ocorrência de problemas dentários. Se os bebês colocarem passivamente a chupeta ou o polegar na boca, eles têm menos probabilidade de desenvolver problemas nos dentes de leite do que os bebês que chupam vigorosamente o dedo ou a chupeta. Como mãe ou pai, é fundamental observar como seu filho está usando a chupeta.

Sucção do polegar vs. uso de chupeta: o que é pior?

 Tanto a chupeta quanto a sucção do dedo afetam a boca de maneiras semelhantes e podem causar problemas dentários em crianças. No entanto, geralmente é mais fácil desmamar seu filho do hábito de chupar a chupeta do que de chupar o dedo. O desmame da sucção no dedo polegar ou dedo pode envolver lembretes constantes por parte do cuidador e é especialmente difícil de controlar depois que a criança vai para a cama. Em contraste, uma chupeta pode simplesmente ser retirada. 

Uma chupeta ortodôntica é melhor do que uma chupeta tradicional?

 Uma chupeta ortodôntica tem como objetivo reduzir os problemas dentários prejudiciais causados pelas chupetas tradicionais. Enquanto a chupeta tradicional possui mamilo redondo ou ligeiramente alongado, a chupeta ortodôntica possui mamilo com fundo plano e topo levemente arredondado. Este design visa estimular movimentos musculares mais semelhantes aos usados por uma criança durante a amamentação, com a ideia de que isso ajudará a arcada dentária da criança a se desenvolver mais normalmente.

 Ainda assim, apesar das afirmações, não há estudos mostrando que as chupetas ortodônticas diminuem o risco de problemas dentários. Se você estiver interessado em uma chupeta ortodôntica, fale com um dentista, pois muitos o recomendam. Mas, para evitar problemas dentários, certifique-se de tirar a chupeta de seu filho na idade apropriada.

 Tratamento para dentes desalinhados pelo uso da chupeta

 Não há consenso completo dentro da comunidade odontológica pediátrica. No entanto, muitos especialistas dizem que o fato de uma criança desmamar a chupeta afetará diretamente o quão permanentes os problemas dentários podem ser. Por exemplo, problemas detectados antes dos 24 meses de idade muitas vezes podem se corrigir dentro de 6 meses a partir do momento em que a criança é desmamada. Nesse caso, nenhuma intervenção dentária pode ser necessária.

 Por outro lado, para crianças com mais de 24 meses que apresentam dentes mal posicionados pelo uso da chupeta, existe o risco de que os aparelhos ortodônticos possam ser a única forma de corrigir tais problemas dentários. Isso é especialmente verdadeiro para crianças com 4 anos ou mais, pois nessa época os dentes permanentes começam a se formar sob os dentes de leite.