Novas diretrizes em andamento para o tratamento de gota

Foi  apresentado no Encontro Anual do Colégio Americano de Reumatologia  de 2019  um esboço das novas diretrizes para o tratamento da gota .

Essas novas diretrizes baseiam-se  na estratégia “treat-to-target”  (tratar até alcançar o objetivo) com  o uso de medicamentos que reduzem o ácido úrico para todos os pacientes com gota. Fica recomendado iniciar dose baixa da  medicação para reduzir o ácido úrico,  aumentando a dose até atingir e manter um nível sérico abaixo de 6 md / dL.

“O conceito treat-to-target  foi discutido entre as sociedades especializadas e a American College of Physicians “, disse John Fitzgerald, um dos investigadores principais das diretrizes atuais da artrite gotosa. “As especialidades sempre se concentraram em realizar a estratégia treat-to-target para atingir os melhores  resultados”, disse ele.

“Essas novas diretrizes reafirmam isso, semelhante às diretrizes antigas. Mas agora há mais evidências  apoiando e defendendo essa lógica.”, disse Fitzgerald ao Medscape Medical News, referenciando a publicação das diretrizes de 2012.

As diretrizes atuais também incluem uma forte recomendação de uso do medicamento alopurinol como terapia de primeira linha para reduzir o ácido úrico sérico, mesmo em pacientes com doença renal crônica. E incluem também o uso profilático de terapia anti-inflamatória por pelo menos 3 a 6 meses ao iniciar o tratamento para baixar o ácido úrico.

Texto publicado no Medscape Rheumatology

 

Não deixe de ler também: 

 

Gota: Identifique os sintomas e previna-se

 

 

GOTA – Dieta DASH reduz ácido úrico no sangue