Mitos e verdades da artrite psoriásica

Artrite Psoriásica: 9 Mitos e verdades!

A artrite psoriásica (AP) é uma doença inflamatória autoimune que pode afetar as articulações de portadores de psoríase em mais de 5% dos casos. Por isso, separamos para você alguns MITOS e VERDADES sobre a doença!

A artrite psoriásica não tem cura.

Verdade! É uma doença crônica que não tem cura, entretanto, ela pode ser controlada através de medicamentos , podendo chegar a remissão persistente. Felizmente, nos últimos anos, o arsenal terapêutico ampliou-se bastante, contribuindo para uma melhor abordagem terapêutica.

Os sintomas são semelhantes entre as pessoas.

Mito! Os sintomas podem variar de uma pessoa para outra, e consequentemente a gravidade das manifestações também.

Algumas pessoas têm doenças leves que podem ser controladas apenas com anti-inflamatórios, em contrapartidas, em casos mais agressivos, há necessidade de uso de imunossupressores sintéticos e/ou biológicos.

Afeta apenas as articulações.

Mito! A maior parte das pessoas com a doença também apresentam psoríase, que são lesões cutâneas elevadas e descamativas que podem ocorrer em qualquer parte do corpo com preferência nas áreas extensoras (por exemplo, cotovelos e joelhos), mas também em couro cabeludo e unhas. Além do comprometimento cutâneo e articular, a artrite psoriásica pode causar também inflamação ocular, como por exemplo a uveíte anterior e a conjuntivite.

Pessoas com AP sempre têm psoríase.

Mito! Apesar das pessoas com artrite psoriásica frequentemente apresentarem psoríase, um percentual irá manifestar-se apenas com artrite por vários anos e só depois desenvolverá as lesões cutâneas. A doença de pele ocorre antes da artrite em aproximadamente 75% dos casos. Em 15% ela é posterior, e em 10% o quadro cutâneo e articular ocorrem simultaneamente. Estima-se que pelo menos 5% das pessoas com psoríase desenvolverão artrite psoriásica.

A doença precisa ser tratada de forma multidisciplinar.

Verdade! Quem é portador da doença deve ter acompanhamento por especialistas da área da reumatologia e da dermatologia para uma melhor abordagem terapêutica à doença e consequentemente , um melhor resultado.

A atividade da sua psoríase se relaciona com a atividade da artrite psoriásica.

Mito! Grande parte das pessoas com artrite psoriásica apresentam correlação entre a atividade da psoríase com a atividade da artrite. Por exemplo, uma piora do quadro articular, provavelmente vai estar associada a piora das lesões de pele. No entanto, é importante saber que essa associação nem sempre está presente em todos os casos.

A artrite psoriásica e a psoríase são contagiosas

Mito! Nenhuma das duas são contagiosas, logo, não há como contrair a doença através do contato com outra pessoa, nem transmiti-la.

Os exercícios pioram os sintomas da artrite psoriásica.

Mito! A doença não piora com a prática de atividade física. Muito pelo contrário, a prática regular e de intensidade leve a moderada podem aliviar a dor, a rigidez e melhorar a amplitude de movimento e a flexibilidade. Estudos recentes têm evidenciado que a realização de exercícios físicos diminui as citocinas inflamatórias e consequentemente, reduz atividade da doença. Lembrar que toda atividade deve ser supervisionada por um profissional.

A alimentação influencia na doença.


Verdade! A obesidade e o alcoolismo são fatores agravantes tanto para a psoríase quanto para a artrite psoriásica. Dessa forma, uma alimentação equilibrada e o controle adequado do peso são essências para o sucesso do tratamento.


Não deixe de le
r também: 

Imagem de Fibromyalgia News Today

Associação de fibromialgia e artrite psoriásica