Dieta e fibromialgia: O que existe de novidade?

L&A Atualizações

Dieta e fibromialgia

Em uma recente revisão publicada na revista Clinical and Experimental Rheumatology, um grupo de pesquisadores de Pisa, Itália, analisaram o conhecimento atual em relação aos benefícios de uma determinada dieta como abordagem não-farmacológica para o tratamento multidisciplinar de pacientes com Fibromialgia (FM).

Fibromialgia, também chamada de Síndrome Fibromiálgica (FMS), é uma doença crônica que provoca dor em todo o corpo. Além da dor generalizada, os indivíduos com fibromialgia também podem apresentar maior sensibilidade à dor, rigidez muscular, fadiga, dificuldade para dormir, alterações cognitivas, tais como problemas com memória e concentração, síndrome do intestino irritável e dores de cabeça. A causa exata da fibromialgia é desconhecida, mas acredita-se que possa estar relacionada a mudanças no modo como o sistema nervoso central (cérebro, medula espinhal e nervos) processa as mensagens de dor enviadas pelo corpo e a níveis anormais de neurotransmissores cerebrais.

No momento não existe cura para a fibromialgia, porém, existem tratamentos para ajudar a aliviar grande parte dos sintomas e tornar mais fácil de conviver com a doença. Para esta revisão citada acima, os pesquisadores realizaram uma pesquisa sistemática a partir do Medline, com o objetivo de recuperar estudos de fibromialgia e nutrição entre janeiro de 2000 e dezembro de 2014.

As diretrizes atuais de tratamento da fibromialgia sugerem que uma abordagem multidisciplinar é o melhor método para alcançar o tratamento ideal. Deve-se conciliar modalidades de tratamento não-farmacológicas e farmacológicas. Em relação às opções não-farmacológicas, de acordo com esta revisão, a nutrição é uma abordagem promissora para pacientes com Fibromialgia.

Revisão

Segundo a revisão, os pacientes com FM têm deficiências nutricionais e podem se beneficiar com um regime específico e suplementações nutricionais. Pacientes com FM muitas vezes apresentam-se acima do peso, estando com sobrepeso ou obesos. E a obesidade está relacionada com  a gravidade da FM, evidenciando um piora na qualidade de vida, níveis mais elevados de dor, piora na qualidade do sono, fadiga e também maior incidência de transtornos de humor. Portanto, o controle de peso pode ser um método bastante eficaz para o alívio dos sintomas.

Os resultados desta revisão também mostraram que os pacientes com FM devem eliminar determinados alimentos de sua dieta, como as excitotoxinas. Há uma consciência crescente da sensibilidade não-celíaca ao glúten. Esta é uma condição comum e alguns dos sintomas muitas vezes assemelham-se aos observados em pacientes com FM. Com base nesta revisão, a eliminação do glúten da dieta de pacientes com FM pode ser uma intervenção dietética potencial para melhora clínica.

Texto publicado no Fibromyalgia News Today

Não deixe de ler também: 

Avacen 100

 

Dispositivo Avacen 100 para fibromialgia ganha prêmio por inovação

 

Fibromialgia

 

Fibromialgia – sintomas, diagnóstico e tratamento

 

A Loyola e Avellar possui profissionais capacitados e tem como objetivo cuidar da saúde e bem-estar de seus pacientes.  Agende sua consulta agora mesmo:  https://loyolaeavellar.com.br/clinica/contato/ ou 41.3076-3054

Marcelo de Loyola e Silva Avellar Fonseca CRM-PR 24-812

 

Dr. Marcelo de Loyola e Silva Avellar Fonseca – Reumatologista