clareamento-dental-loyola-e-avellar-curitiba

Clareamento dental – qual a melhor opção?

Quais as vantagens do Clareamento Dental?

Os tratamentos estéticos vêm ocupando lugar de destaque na odontologia moderna, assim, o clareamento dental é um dos procedimentos clínicos mais procurados na atualidade. Os dentes brancos têm sido associados à competência social, capacidade intelectual, relacionamentos interpessoais bem-sucedidos e até estabilidade psicológica. Por ser um procedimento eficaz, conservador e de baixo custo, deve ser considerado como primeira escolha para tratar dentes descoloridos.

A desarmonia de cor no sorriso é um dos fatores mais importantes no desequilíbrio estético. Ela é rapidamente percebida e notada, e consequentemente, é uma das queixas mais comuns reportadas na consulta odontológica. As alterações de cor podem ser causadas por fatores intrínsecos e extrínsecos, variando desde anomalias congênitas até o consumo de alimentos com corantes. Portanto, o conhecimento da etiologia das manchas dentárias pelo profissional é relevante para a escolha do tratamento adequado.

Clareamento Caseiro ou Clareamento de Consultório?

Atualmente existem duas técnicas de clareamento dental: 1) Clareamento caseiro – que utiliza moldeiras personalizadas nas quais o paciente coloca o gel clareador. É uma técnica muito efetiva, com ótimos resultados a longo prazo, porém pode demorar até sete dias para realmente ver uma mudança de cor; e 2) Clareamento de consultório – feito pelo profissional, utilizando um gel clareador em uma concentração maior. Esta técnica permite ver uma mudança de cor desde a primeira sessão.

Evidências científicas sugerem que ambos os tipos de clareamento são eficazes clinicamente, desde que as concentrações e tempo indicado para cada tipo de clareamento sejam respeitados.

Sensibilidade dental durante o tratamento clareador

Embora vários estudos clínicos tenham comprovado a eficácia do clareamento caseiro e de consultório, a sensibilidade dentária é um efeito colateral muito comum para ambas as abordagens. Estudos têm reportado que esse efeito colateral afeta entre 37% e 90% dos pacientes em clareamento caseiro, e 16,7% a 100% dos pacientes em clareamento de consultório, sendo leve na técnica de clareamento caseiro, e moderada na técnica de clareamento de consultório.

A sensibilidade durante ou após o clareamento dental é um efeito colateral adverso totalmente controlável. E pode ser facilmente tratado com peróxidos que contêm flúor na sua composição ou aplicações de nitrato de potássio.

A dieta influencia no clareamento dental?

Apesar da eficácia da técnica de clareamento dental, este procedimento pode causar alterações nas estruturas, como aumento da permeabilidade dos tecidos dentários e desmineralização da superfície do esmalte dentário, o que pode, consequentemente, afetar os resultados do tratamento clareador.

É por isso que, enquanto o tratamento clareador está sendo realizado, é comum que os profissionais peçam para os seus pacientes evitarem o consumo de alimentos e bebidas como café, chá, sucos, vinhos e refrigerantes à base de cola, pois a ingestão destes pode comprometer a estabilidade do tratamento clareador.

No entanto, este é um tema controverso. Diversos estudos laboratoriais demonstram que dentes submetidos a clareamento dental e expostos a corantes da dieta de fato apresentam maior potencial de manchamento. Em contrapartida, não há estudos clínicos que correlacionaram a eficácia e longevidade do clareamento dental com o consumo de alimentos e bebidas coloridas.

Clareamento a Laser

Desde a introdução dos tratamentos de clareamento em consultório, o uso de fontes ativadoras de luz tem sido recomendado para acelerar a ação do gel clareador. Diferentes tipos de fontes ativadoras de luz (como lasers, diodos emissores de luz (LEDs) e lâmpadas halógenas) podem ser usados. A vantagem teórica de uma fonte de luz é sua capacidade de aquecer o peroxido de hidrogênio, e assim aumentar a taxa de decomposição em radicais livres para a oxidação de moléculas orgânicas complexas.

Apesar da alegação de marketing de um clareamento melhorado com o clareamento ativado por luz, essa associação foi questionada, já que muitos ensaios clínicos foram controversos sobre esse assunto. Além disso, alguns estudos relatam que o uso da luz pode promover aumento da sensibilidade dentária devido à liberação de mais radicais livres que atingem a polpa.

Desenvolvimentos recentes nos produtos utilizados no clareamento de consultório, que usam um catalisador químico combinado com produtos dessensibilizantes, ​​resultaram na diminuição da sensibilidade dentária e aprimoramento do tratamento, demonstrando melhores resultados.

Ficou com dúvidas? Agende uma consulta para a nossa equipe avaliar o seu caso.

Não deixe de ler também: 

Simule o seu sorriso em nosso blog

Invisalign: o que é, como funciona e quais suas vantagens

Laserterapia na disfunção da ATM e na dor orofacial

dtm-laserterapia-curitiba-loyola-e-avellar-odontologia