Blog

O uso da Acupuntura como tratamento da DTM

De: | Tags: | Comments: 0 | novembro 22nd, 2016

Você sabia que a técnica asiática milenar da acupuntura pode aliviar os sintomas da Disfunção da ATM? Pois bem, nós vamos explicar nesta matéria como isso ocorre.

A disfunção da articulação temporomandibular, também conhecida como DTM, consiste em alterações na função dos músculos da mastigação e das articulações (ATMs) que são responsáveis pelos movimentos da mandíbula. E é caracterizada por desordens musculoesqueléticas, disfunções miofasciais (presença de pontos gatilho), alterações degenerativas das articulações (artrite, artrose, etc.) gerando sintomas como dores na face, dor durante a função mandibular, dores de cabeça, dor de ouvido, dor articular, estalos articulares no movimento de abertura e fechamento da boca, limitação de abertura bucal, entre outros. É também uma condição cuja causa é complexa, multifatorial e ainda não foi completamente esclarecida.

Diversos fatores podem contribuir para a etiologia da DTM, como por exemplo: distúrbios emocionais, hábitos parafuncionais (como roer unhas, apertar ou ranger os dentes, etc.), traumas e condições sistêmicas. Dentre as opções terapêuticas, as mais  comuns são o uso de placas miorrelaxantes, terapias de suporte (alongamento dos músculos, termoterapia, etc.) e o uso de medicamentos como analgésicos, antiinflamatórios, miorrelaxantes, anti-depressivos, etc. No entanto, uma nova opção de terapia reversível e não invasiva vem sendo utilizada com excelentes resultados no tratamento das DTMs: a Acupuntura.

A Acupuntura é um método terapêutico que pertence a Medicina Tradicional Chinesa há 3000 anos e que utiliza agulhas em pontos específicos do corpo, os pontos de acupuntura, a fim de estimular o sistema nervoso central e periférico a liberar neurotransmissores que causem melhora da dor e do estado geral do paciente.

Relação entre Acupuntura e DTM

A Acupuntura tem sido utilizada como uma alternativa de tratamento para as DTMs devido aos bons resultados alcançados, principalmente por atuar de uma forma diferenciada no combate à dor e à ansiedade. Consiste numa excelente opção terapêutica  no tratamento de pacientes com dor facial crônica de origem musculoesquelética, como as DTMs, até mesmo em casos resistentes aos tratamentos convencionais (placa oclusal ou exercícios físicos mandibulares). Estudos comparativos entre utilização da placa oclusal e a técnica da acupuntura mostram resultados bem semelhantes de alívio e controle da sintomatologia dolorosa.

Não existe um protocolo clínico padrão para a seleção dos pontos utilizados em cada tratamento. De maneira geral, quando a DTM está relacionada às condições emocionais e psicológicas do paciente, o tratamento exclusivamente com a acupuntura é eficaz e eficiente. Em outros casos, ela pode ser um excelente tratamento coadjuvante, auxiliando no relaxamento muscular ou eliminando pontos gatilho. A experiência clínica e os resultados científicos demonstram que a maioria dos pacientes responde satisfatoriamente à essa terapia. No entanto, apesar dos bons resultados clínicos observados, pesquisas científicas nessa área são necessárias para melhor avaliar os resultados obtidos.

Acupuntura no tratamento de Pontos Gatilho

Uma condição bastante comum nos pacientes portadores de DTM é a presença de Pontos Gatilho ou “trigger points”. Esses pontos são definidos como nódulos pequenos, contraídos, dentro do tecido muscular. Um ponto gatilho afeta um músculo mantendo-o parcialmente contraído e fraco. Ao mesmo tempo, um ponto gatilho mantém uma forte contração nas fibras musculares que estão diretamente conectadas a ele, produzindo tensão no local. A tensão constante nas fibras do ponto gatilho restringe a circulação na sua área próxima, reduzindo o oxigênio no local e os nutrientes necessários para o metabolismo, perpetuando a presença destes pontos no interior dos músculos por meses ou até anos. Geralmente, são dolorosos à palpação e podem produzir dor à distância, ou seja, em outros locais que não o músculo que os contém, também chamada de dor referida.

Um método bastante eficiente no tratamento de pontos gatilho é o uso do agulhamento seco. Nesta técnica, realiza-se a inserção de uma agulha de acupuntura diretamente no ponto, juntamente com a manipulação da agulha, a fim de provocar respostas de contração muscular local. O agulhamento a seco deve ser seguido pelo alongamento direcionado do músculo. As técnicas de alongamento devem ser demonstradas ao paciente e sugeridas como exercícios para serem feitos em casa para prevenir recidivas.

 

 

Camila de Loyola e Silva Avellar Fonseca

CRO 13150-PR

ORTODONTIA E DISFUNÇÃO DA ATM

Compartilhe...