Blog

Forame oval patente – Definição, sintomas, diagnóstico e tratamento

De: | Tags: , , | Comments: 0 | novembro 6th, 2017

O que significa Forame Oval Patente?

Forame oval patente (FOP) é a persistência de um orifício situado na parede do coração, que separa os átrios esquerdo e direito, após o nascimento.

Foramen Oval Patente

Durante o desenvolvimento fetal,  existe um pequeno buraco (forame) presente na parede entre as câmaras superior direita e esquerda do coração (átrios). Esse buraco permite que o sangue oxigenado proveniente da mãe passe diretamente do lado direito para o lado esquerdo do coração do feto, sem atravessar os pulmões, para realizar a oxigenação fetal.

Após o nascimento, esse orifício normalmente se fecha nas primeiras horas. Quando o forame não fecha, é chamado de forame oval patente.

 

O Foramen Oval Patente é uma alteração frequente?

O forame oval patente ocorre em cerca de 25 a 30 % da população normal, mas a maioria das pessoas com essa condição não tem o conhecimento dessa alteração. O FOP é frequentemente descoberto durante exames de rotina ou  para investigação de outras doenças.

É interessante notar que a prevalência do FOP  aumenta para cerca de 40 a 50 % em pacientes  com acidente vascular cerebral (AVC) de causa desconhecida, conhecido como AVC criptogênico. Isto é especialmente verdadeiro em pacientes que tiveram um AVC antes dos 55 anos.

 

Quais são os sintomas do FOP?

 

A maioria das pessoas com um forame oval patente não sabe que o têm, porque geralmente é uma condição oculta que na maioria dos casos não leva a manifestação de  sinais ou sintomas. No entanto, em alguns casos, determinados pacientes podem  apresentar manifestações clínicas, como migrânea ( enxaqueca) recorrente,  acidente vascular cerebral criptogênico ou AIT ( acidente isquêmico transitório), e platipneia-ortodeoxia. A explicação para essas complicações seria pela presença de pequenos coágulos sanguíneos no coração que podem passar por um forame oval patente e acometer  o cérebro, levando a essas alterações neurológicas.

 

Como é feito o seu diagnóstico?

Uma variedade de modalidades de ultra-som tem sido utilizada para diagnosticar um FOP, incluindo ecocardiografia transtorácica (ETT) , ecocardiografia transesofágica (ETE), Doppler transcraniano, Doppler transmitral e ecocardiografia intracardíaca.

Variações nos exames de ETT e ETE podem ser usadas para identificar o forame oval patente, incluindo:

Doppler de fluxo de cor.  Se você possui um forame oval patente, um ecocardiograma com Doppler de fluxo de cor pode detectar o fluxo de sangue entre o átrio direito e o átrio esquerdo.

Estudo de contraste salino (estudo de bolhas). Neste estudo,  uma solução salina estéril é agitada até formar pequenas bolhas e depois é injetada em uma veia. As pequenas bolhas “viajam” para o lado direito do seu coração e aparecem no ecocardiograma.

Se não houver nenhum orifício entre o átrio esquerdo e o átrio direito, as bolhas simplesmente serão filtradas nos pulmões. Se você tem um FOP, algumas bolhas aparecerão no lado esquerdo do coração.

 

Tratamento

 

O risco de acidente vascular cerebral associado a um PFO descoberto incidentalmente em indivíduos assintomáticos é incerto.  Além disso, não existem evidências científicas para o tratamento preventivo nesse casos. Portanto, para pacientes assintomáticos com PFO  é aconselhável não realizar nenhum tipo de tratamento.

As recomendações de tratamento no caso de pacientes que apresentaram AVC criptogênico são as seguintes:

  • Para pacientes com AVC criptogênico e FOP com idade acima de 60 anos, é indicado terapia antiplaquetária em vez de fechamento percutâneo de FOP. Uma exceção são os doentes com trombose venosa profunda aguda, embolia pulmonar ou outro tromboembolismo venoso, geralmente tratados com anticoagulação.

 

  • Para os pacientes com idades inferiores a 60 anos com acidente vascular cerebral isquêmico criptogênico, que tem um FOP com “shunt” ( desvio) de direita para esquerda detectado pelo estudo de bolhas, é indicado o fechamento percutâneo de FOP ( conforme figura abaixo) além da terapia antiplaquetária, em vez de terapia antiplaquetária sozinha.

 

Fechamento FOP

Não deixe de ler também: 

alimentação saudável

 

14 Dicas para uma alimentação saudável 

 

A Loyola e Avellar possui profissionais capacitados e tem como objetivo cuidar da saúde e bem-estar de seus pacientes.  Agende sua consulta agora mesmo:  http://loyolaeavellar.com.br/clinica/contato/ ou 41.3076-3054

Alexandre

 

Dr. Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca – Cardiologista

Compartilhe...

Comentários

comentários