Blog

Dedo em gatilho: O que é?

De: | Tags: , | Comments: 0 | agosto 27th, 2017

Dedo em gatilho é uma tenossinovite dos tendões flexores dos dedos das mãos caracterizada por dor e travamento de um ou mais dedos.

dedo em gatilho 2

 

Um tendão geralmente desliza-se através do tecido fibroso que o cobre, chamado de bainha sinovial fibrosa, que tem como função “conter o tendão” como se fosse uma polia, delimitando seu movimento, e também permitir o seu movimento mais suave e indolor através do líquido sinovial produzido por esta bainha. Muitas vezes, o tendão ou a bainha podem inflamar-se, tornando-se mais espessos, dificultando o movimento natural do tendão. A irritação prolongada pode produzir cicatrizes e espessamento levando a formação de nódulos no próprio tendão. Quando isso acontece, o ato de dobrar o dedo faz com que o tendão inflamado tenha que passar através de uma bainha de tendão estreita, levando ao conhecido estalido ou “click” doloroso.

Segue abaixo um vídeo mostrando como ocorre o dedo em gatilho:

 

O que causa o dedo em gatilho?

A maioria dos casos de dedo em gatilho é incerta, embora os pacientes geralmente o atribuam ao uso excessivo ou a movimentos repetitivos.  Algumas atividades podem aumentar a chance de desenvolver como digitação repetitiva e profissões em que os movimentos de torcer ou apertar sejam frequentes.

O dedo em gatilho é uma das causas mais comuns de dor nas mãos em adultos. É mais prevalente em mulheres do que em homens e tende a ocorrer na maioria das vezes em pessoas entre 40 a 60 anos de idade. A prevalência é maior em paciente com diabetes mellitus, artrite reumatoide, gota e outras condições que causam depósito de proteínas como amiloidose.

Quais os sintomas?

Um dos primeiros sintomas é dor na base do dedo em região palmar. E o sintoma mais comum e “clássico” é o travamento do dedo em posição de flexão com estalido doloroso ao extendê-lo. Em alguns casos o dedo acometido pode ficar travado, conseguindo liberá-lo apenas com a mão contralateral. Na maioria das vezes os sintomas são piores no período da manhã.  O dedo em que mais ocorre a tenossinovite é o anular seguido pelo polegar.  E não é incomum que vários dedos sejam acometidos ao mesmo tempo.

Como o dedo em gatilho é diagnosticado?

O diagnostico é clínico através da história contada pelo paciente junto com um exame físico característico. Além da presença do travamento do dedo ao exame, muitas vezes é possível encontrar uma nodulação na base do dedo em região palmar dolorosa à palpação.  Em alguns casos pode haver edema do dedo comprometido. Não é necessária a realização de exames de imagem para o diagnóstico.

Como é o tratamento?

dedo em gatilho 3

O objetivo inicial do tratamento é aliviar a dor e permitir o movimento adequado do dedo. O primeiro passo é evitar movimentos que agravem os sintomas além de realizar o repouso do dedo acometido. Pode ser colocada uma tala no dedo para evitar o seu movimento. Medicamentos antiinflamatórios como ibuprofeno e naproxeno podem ser prescritos para alivio da dor. Corticoterapia oral ou infiltração do tendão podem ser uma opção terapêutica. Em caso de refratariedade existe a indicação de cirurgia.

O tempo de recuperação depende da gravidade inicial e também da aderência ao tratamento. A maioria dos pacientes com dedo em gatilho se recuperam em poucas semanas com o repouso do dedo e o uso de anti-inflamatórios.

 

Não deixe de ler também: 

Reumatismo

 

Reumatismo: entenda o que é 

 

 

A Loyola e Avellar possui profissionais capacitados e tem como objetivo cuidar da saúde e bem-estar de seus pacientes.  Agende sua consulta agora mesmo:  http://loyolaeavellar.com.br/clinica/contato/ ou 41.3076-3054

Marcelo de Loyola e Silva Avellar Fonseca CRM-PR 24-812

 

Dr. Marcelo de Loyola e Silva Avellar Fonseca – Reumatologista

Compartilhe...

Comentários

comentários